Sara Danius, Secretária Permanente da Academia Sueca, anuncia o nome de Kazuo Ishiguro como vencedor do Nobel de Literatura 2017 (Foto: Claudio Bresci

Academia do Nobel de Literatura é afetada por escândalo de assédio sexual envolvendo 18 mulheres

France Presse

Academia Sueca, que concede o Prêmio Nobel de Literatura, foi afetada por um escândalo de assédio sexual, após a denúncia de 18 mulheres contra uma figura ligada à instituição.
Um total de 18 acadêmicas, mulheres de acadêmicos e algumas de suas filhas afirmaram ter sido agredidas e estupradas por um dos homens mais influentes da cena cultural de Estocolmo, publicou na terça-feira (21) o jornal "Dagens Nyheter" (DN).
A onda de denúncias de assédio sexual, que começou em Hollywood e se estendeu pelas redes sociais com a hashtag #MeToo (Eu também), chega assim ao mundo das letras de um dos países líderes em igualdade de gêneros.

Quem é o acusado?

O nome do suposto agressor não foi divulgado para respeitar a presunção de inocência, embora tenha aparecido em fóruns on-line.
Casado com uma escritora ligada à Academia Sueca, o acusado dirige um centro de exposições na capital, em parte financiado pela Academia, que organiza ali as leituras dos premiados.
É neste espaço em que teriam ocorrido algumas das agressões, entre 1997 e 2017. Os relatos das supostas vítimas foram corroborados por testemunhas oculares, segundo o jornal.
Uma delas afirmou ter sido estuprada em um apartamento de Estocolmo. "Todo mundo sabe e sempre soube" que ele agredia as meninas, assegurou a vítima.

Silêncio das vítimas

As afetadas preferiram ficar em silêncio para não arriscar suas carreiras, devido à relação estreita que o acusado tem com editores, produtores, diretores e compositores.
Após uma "reunião sobre crise" na quinta-feira (23), a Academia Sueca, que comprou um apartamento para o acusado em Paris, anunciou que rompeu vínculos com ele.
A Academia fará uma investigação interna para saber se o acusado "teve alguma influência, direta ou indireta, na atribuição de prêmios, bolsas ou financiamento de alguma outra natureza".
A ministra da Cultura, Alice Bah Kuhnke, lamentou ter concedido a ele, em 2015, a medalha da Ordem Real da Estrela Polar, reservada aos membros da família real sueca ou a personalidades estrangeiras por seus serviços ao país.

O acusado assegurou ao jornal sueco "Dagens Nyheter" que é inocente.

G1
https://g1.globo.com/pop-arte/noticia/academia-do-nobel-de-literatura-e-afetada-por-escandalo-de-assedio-sexual-envolvendo-18-mulheres.ghtml

Outras Notícias

Após aparição em show de Lulu, Rita Lee continua em cena e lança livro em julho

Mauro FerreiraAos 70 anos, Rita Lee pode ter desistido de gravar discos e fazer shows. Mas continua em cena. Após ter...

A literatura imaginou primeiro o fim

Guilherme José Purvin de FigueiredoO fim da vida sempre foi um tema debatido pela humanidade. Na Idade Média, teólogo...

Em busca de mais afeto na literatura, Ketty Valêncio criou a Africanidades, que precisou virar um negócio

Camila Honorato“Eu sentia falta de um projeto que mostrasse afeto na literatura. Tive uma infância com várias complic...

Seguem abertas as inscrições do prêmio Sesc de Literatura

Assessoria de Imprensa As inscrições para o 15º Prêmio Sesc de Literatura estão abertas desde o dia 8 de janeiro e...