Rami Malek impôs condições para interpretar o vilão do novo James Bond
04/07/2019 07:30 em Cinema

Miguel Barbieri

Antes de concordar em interpretar um terrorista na próxima aventura de James Bond, Rami Malek, que ganhou o Oscar 2018 de melhor ator pelo papel de Freddy Mercury em Bohemian Rhapsody, impôs condições. Ele quis ter uma garantia do diretor Cary Fukunaga de que o personagem não seria um religioso fundamentalista e que falasse árabe. A informação saiu no Daily Mirror.

“É um grande personagem e estou ansioso”, disse Malek, que tem ascendência egípcia. “Mas discuti uma coisa com Cary. Falei que não podíamos identificar o personagem com qualquer ato de terrorismo que reflita uma ideologia ou uma religião”. Malek continou: “Essa claramente também não era a visão dele. O personagem é um tipo bem diferente de terrorista”.

O ator ainda complementou: “É outro roteiro extremamente inteligente dos mesmos profissionais que descobriram exatamente o que as pessoas querem para esse tipo de filme. Mas eu sinto um peso sobre meus ombros. Nós todos crescemos com James Bond”.

O filme, até agora conhecido como Bond 25 será lançado em abril de 2020.

 

Portal MSN

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!